Reviews

Análise: Moto G100 tem bom hardware, mas vale a pena?

A Motorola decidiu voltar recentemente para o mercado de flagships e um dos modelos que chamou nossa atenção foi o Moto G100. Mais completo da série G, o aparelho traz hardware avançado, tela com taxa de atualização alta e modo desktop. Mas será que vale a pena o investimento? Descubra abaixo na nossa análise completa!

Desempenho & Design

O departamento de hardware é sem dúvidas um grande diferencial no Moto G100. Afinal, o smartphone é um dos poucos aqui do Brasil a contar com o avançado processador Snapdragon 870. Como resultado, entrega alto desempenho em tarefas diárias e roda jogos sem engasgos. Além disso, traz 12GB de RAM para um excelente multitarefas.

Sobre design, o smartphone conta com uma parte traseira que muda de cor de acordo com a iluminação do ambiente. Isso pode agradar ou desagradar, segundo a preferência de cada um. Entretanto, a construção totalmente em plástico e a ausência de certificação contra água nos decepcionou. Além disso, a falta de áudio estéreo também incomodou em comparação com outros modelos da faixa de preço que possuem esse recurso.

Bateria & Sistema

Nossa equipe ficou bastante satisfeita com o Moto G100 em termos de bateria. No papel, ele conta com uma capacidade grande de 5.000 mAh, algo visto em diversos modelos do mercado. Porém, a Motorola otimizou bastante o sistema para promover um gasto energético mais eficiente. Como resultado, consegue se manter ligado o dia todo com apenas uma carga e atinge até 9 horas de tela a depender do seu estilo de uso.

Veja também:

Em sistema operacional, a Motorola se envolveu em uma grande polêmica no lançamento desse produto. Apesar de estar bem atualizado com o Android 11, a fabricante prometeu apenas uma grande atualização de sistema para o modelo, decepcionando seus fãs. Mas caso isso não seja um problema no seu caso, saiba que o Moto G100 possui um sistema limpo e estável, além do Moto desktop, capaz de transformá-lo em um PC portátil.

Câmeras & Tela

Câmeras pode ser um ponto decisivo na hora de escolher um novo smartphone. Nesse caso, o Moto G100 inclui UM sensor principal de 64MP (f/1.7 + EIS) capaz de gravar em até 6K. Há também uma câmera ultrawide de 16MP (f/2.2) e um sensor para fotos de profundidade de 2MP. Por outro lado, inclui uma câmera para selfies de 16MP e um sensor ultrawide frontal de 8MP. Na prática, os resultados agradam, mas não surpreendem como outros flagships do mercado.

Por fora, o Moto G100 vem com uma tela IPS LCD de 6.7 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz. Embora não traga as cores vívidas e o brilho extra do Super AMOLED, a tela ainda reproduz boas cores e tem certa qualidade. No entanto, sua proporção 21: 9 mais alongada poderá incomodar quem tem mãos pequenas.

Vale a pena o investimento?

Após analisar todos os recursos do smartphone, muitos se perguntam se realmente vale a pena comprá-lo. Bem, isso vai depende das suas prioridades. Se você precisa de desempenho bruto para ficar pelo menos três anos com o mesmo smartphone e não abre mão de recursos como 5G e boa bateria, o Moto G100 será um excelente investimento. Caso esse seja o caso, fique de olho aqui no Tudo em Tecnologia pois sempre postamos promoções desse e de outros smartphones.

Felipe Lupetti

Sou um entusiasta da tecnologia, especialmente em smartphones.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo