Pesquisar
Close this search box.

Oppo A16s é o smartphone barato com telão e muita bateria

A fabricante chinesa Oppo oficializo recentemente o seu novo smartphone de entrada, o OppoA16s. Ele é construído em torno de uma tela HD+ de 6.52 polegadas com entalhe waterdrop para a câmera frontal de 8MP. Na traseira, embala uma configuração de câmera tripla com sensores de 13MP + 2MP + 2MP.

No departamento de hardware, o Oppo A16s é equipado com um chipset Helio G35. Apesar de não ser o mais rápido, esse chipset é capaz de rodar jogos com gráficos medianos sem engasgos. Além disso, está disponível em apenas uma cerão com 4GB de memória RAM e 64GB de armazenamento nativo.

Veja também:

Bateria é um ponto sempre polêmico se tratando de smartphone. Nesse ponto, o A16s abriga uma bateria grande de 5.000 mAh e suporta carregamento via porta USB-C. Outros destaques incluem entrada padrão para fones de 3,5 mm, leitor de digitais na lateral e Android 11.

O novo smartphone da Oppo traz tela grande, bastante bateria e câmera traseira tripla.
  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD+
  • Processador: MediaTek Helio G35
  • GPU: IMG PowerVR GE8320
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento nativo: 64 GB
  • Câmera traseira: Tripla de 13MP (principal) + 2MP (monocromático) + 2MP (macro).
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Conectividade: Dual-SIM, conexão 4G, Bluetooth 5.0
  • Segurança: Leitor biométrico montado na lateral
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Sistema Operacional: Android 11 sob a interface ColorOS 11.1
  • Dimensões: 163,8 × 75,6 x 8,4 mm
  • Peso: 190 gramas

O novo Oppo A16s está disponível na Holanda por  € 149 (algo em tono de R$ 921).

Publicado por:

Picture of Felipe Lupetti

Felipe Lupetti

Sou um entusiasta da tecnologia, especialmente em smartphones.

Comentários:

Deixe um comentário

Últimas Notícias
Notícias

O lado sombrio da IA: saiba quais os riscos do deepfake

Notícias

Infinix Zero 40 4G aparece em certificação antes do lançamento

Dicas

3 celulares da Motorola que fazem muito sucesso na Amazon

Notícias

Shopee e AliExpress antecipam cobrança da “taxa das blusinhas”