Notícias

GearBest some e deixa clientes sem produtos

Quem importa produtos da China certamente já ouviu falar na varejista Gearbest. Por anos, a plataforma foi uma das maiores lojas de produtos chineses do mercado, similar ao AliExpress e Banggood. No entanto, os consumidores foram surpreendidos agora com o desaparecimento da loja na Web.

Segundo relatos, o site oficial da Gearbest desapareceu há pelo menos 10 dias e deixou inúmeros clientes sem receber suas compras. Para piorar a situação, as redes sociais da empresa também pararam de receber atualizações. Uma falta de respeito com os consumidores e fãs da plataforma online.

Veja também:

Curiosamente, os aplicativos da varejista para Android e iOS seguem disponíveis para instalação e utilizaçõa. Contudo, usuários irritados estão utilizando a Play Store e as redes sociais para reclamar sobre os produtos não entregues.

Pelo menos até agora, a Gearbest não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido. O que sabemos é que a plataforma passou por turbulências nos últimos anos com clientes que solicitavam reembolso devido à demora do recebimento e depois acabavam ficando tanto com o produto quanto com o dinheiro. Além disso, a empresa aumentou bruscamente os preços dos produtos e dificultou o pagamento de comissões para afiliados.

O site da Gearbest desapareceu do Google e deixou inúmeros clientes preocupados

Do sucesso ao fracasso

Para atrair os consumidores, a Gearbest oferecia preços bem atraentes e fretes mais baratos. Com isso, tinha um longo alcance fora da China, conquistando fãs em várias partes do mundo. Mas infelizmente, o grande sucesso da Gearbest começou a perder forças nos últimos anos e, de forma inevitável, deve ter chegado ao seu fim.

Obviamente, a queda da varejista online não aconteceu da noite para o dia. De acordo com informações do site Gizchina, os primeiros indícios apareceram em 2020 quando inúmeros clientes procuraram o site de comunicação para informar sobre suas compras não recebidas. Em suma, esperamos que a empresa apareça para ao menos solucionar a situação de quem comprou e não recebeu.

Via
GizChina

Felipe Lupetti

Sou um entusiasta da tecnologia, especialmente em smartphones.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo