Reviews

Testamos o UMIDIGI Bison: Ele é mesmo resistente à quedas?

Apresentado em Agosto de 2020, o UMIDIGI Bison é um smartphone com construção robusta que tem chamado a atenção dos brasileiros. Custando entre R$ 700 e R$ 800, o aparelho realmente oferece vários atrativos. Mas será que vale a pena investir nele? Descubra abaixo!

Resistência

Como falado acima, o UMIDIGI Bison traz um acabamento reforçado que o torna um smartphone robusto. Para isso, a fabricante adicionou itens importantes como certificação Militar, que faz com que ele aguente altas temperaturas e fique protegido contra quedas. Além disso, traz proteção IP68, onde ele é capaz de sobreviver por 30 minutos em até 1 metro e meio de profundidade.

Em nossos testes práticos, o aparelho sofreu várias quedas de alturas diferenciadas e, felizmente, não sofreu nenhum dano. Além disso, a certificação IP68 realmente funcionou, uma vez que suas funcionalidades não apresentaram nenhum problema após ficar submerso. Portanto, o Bison realmente cumpre o seu papel em termos de resistência.

Com IP68, IP69k e certificação Militar, o Bison está sempre pronto para enfrentar adversidades do dia a dia.

Hardware & Sistema

Obviamente, um smartphone não sobrevive só por ser resistente. Nesse ponto, o Bison possui um hardware equilibrado, incluindo um chipset Helio P60 da MediaTek. Apesar de não ser o mais rápido, oferece boa resposta para um uso mediano, incluindo apps como redes sociais, alguns jogos e navegação na internet.

Como ponto “negativo”, notamos alguns pequenos engasgos ao transitar de um aplicativo para outro. Mas ainda assim, os 6GB de RAM são suficientes para um bom multitarefas, enquanto o armazenamento de 128GB também agrada. Já em sistema, o dispositivo sai da caixa com o Android 10 (quase sem apps nativos), com atualização garantida para o Android 11.

Apesar de vir com poucos apps embarcados, o UMIDIGI Bison traz um sistema organizado e fácil de usar.

Bateria

Falando sobre bateria, o UMIDIGI Bison traz uma capacidade grande de 5.150 mAh. Na prática, o dispositivo conseguiu chegar ao final do dia com apenas uma carga, algo muito bom para quem precisa de boa autonomia. Em todo caso, o carregamento “rápido” de 18W levou quase duas horas para entregar uma carga completa, algo que pode desagradar alguns.

Veja também:

Com 5.150 mAh, o UMIDIGI Bison consegue facilmente chegar ao final do dia com apenas uma carga.

Câmeras

O departamento de câmeras não é o foco desse smartphone, mas ainda assim ele não faz feio. Em termos técnicos, ele vem equipado com uma câmrra principal Sony 48MP junto com outras três câmeras auxiliares de 16MP, 5MP e 5MP (ultrawide, macro e profundidade). Por outro lado, a câmera frontal para selfies também é da Sony, mas desta vez com 24MP.

Em nossos testes, ele entregou boa qualidade em ambientes bem iluminados. Mas não podemos dizer o mesmo das fotos tiradas em baixa luz, que ainda sofrem com bastante ruído e pouca qualidade. Em todo caso, confira abaixo alguns exemplos de fotos tiradas com o aparelho!

Tela

Logicamente, um smartphone resistente também precisa contar com uma tela que aguente as pressões do dia a dia. E nesse ponto, o Bison agrada com seu display LCD de 6.3″ Full HD+ com Gorilla Glass que evita pequenos danos como riscos.

Mesmo não sendo uma tela Super AMOLED, o display do Bison ainda entrega boa qualidade para visualizar vídeos e jogos. O angulo de visão é bom e o tamanho agrada. Além disso, não sofreu nenhum dano ao ser jogado no chão nos testes de resistência. Ou seja, uma ótima opção para os mais desastrados.

Vale a pena comprar?

Como muitos sabem, o UMIDIGI Bison não é um smartphone vendido oficialmente no Brasil. A unidade testada nessa análise foi gentilmente enviada pela fabricante e está disponível para compras através do ALiExpress com preços entre R$ 700 e R$ 800, como já falado no começo.

Vale lembrar que, ao importar um eletrônico, você também deve considerar a taxa aplicada pela Receita Federal, que pode variar entre R$ 150 até R$ 300. (Existem casos de chegar no endereço sem taxas extras). Em qualquer caso, o Bison cumpre bem o seu papel, entregando boa resistência, tela e desempenho para o uso diário. Portanto, nós do Tudo em tecnologia recomendamos a compra desse produto para quem busca um smartphone duro na queda!

Felipe Lupetti

Sou um entusiasta da tecnologia, especialmente em smartphones.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo