Comparativos

Galaxy S21 Ultra vs Galaxy S20 Ultra: Saiba o que muda

Em 2020, a Samsung decidiu lançar uma nova categoria de smartphones avançados, trazendo o novo Galaxy S20 Ultra. O smartphone chamou bastante atenção na época por ser o primeiro da empresa com uma super câmera de 108MP capaz de tirar fotos em alta definição mesmo com zoom. Agora, chega seu sucessor, o Galaxy S212 Ultra. Confira abaixo quais melhorias e mudanças ele trouxe!

Galaxy S21 Ultra vs Galaxy S20 Ultra: Tela & Design

Certamente, o Galaxy S21 Ultra foi o modelo que mais ganhou inovações se comparado com seus irmãos menores. Por exemplo, trata-se primeiro da Samsung a ter uma tela com taxa de atualização adaptável, de acordo com a atividade exercida pelo usuário. Embora pareça ter pouca utilidade, esse recurso ajuda muito a economizar bateria, uma vez que taxas de atualizações mais altas aumentam o gasto de energia.

Se por um lado o S21 e o S21 Plus perderam o design de tela curva, o Galaxy S21 Ultra é o único modelo a manter essa tradição. Logo, aqueles que desejarem desfrutar de todos os benefícios da tela Edge, terão que se conformar em pagar mais caro por isso. De qualquer forma, vale notar que o modelo de 2021 oferece suporte para caneta S-Pen e traz um display ligeiramente menor de 6.8 contra o tamanho de 6.9″ da geração passada.

Galaxy S21 Ultra vs Galaxy S20 Ultra: Hardware

Assim como os membros mais baratos da linha, o S21 Ultra conta com o novo chipset lançado da Samsung, o Exynos 2100. Fabricado sob o processo de 5 nm, esse processador consegue ser até 30% mais rápido que o Exynos 990 presente no S20 Ultra. Além disso, a presença da nova GPU Mali-G78 faz com que seu desempenho fique ainda mais alto.

Ainda em desempenho, o novo S21 Ultra conta com as mesmas versões do modelo anterior. Portanto, estão disponíveis versões com 12GB e 16GB de RAM e 128 GB, 256 GB e 512 GB de armazenamento nativo. Na prática, ambos os modelos vão entregar desempenho acima da média, mas obviamente o chipset Exynos 2100 entregará resultados ainda superiores, principalmente em jogos.

Galaxy S21 Ultra vs Galaxy S20 Ultra: Câmeras

O departamento das câmeras foi um dos grandes destaques em termos de melhorias. Nesse sentido, os dois smartphones incluem sensores principais de 108MP. Contudo, o S21 Ultra traz uma nova geração desse sensor, com melhorias e aprimoramentos para tornar a experiência de uso ainda melhor. Além disso, o S20 Ultra abrigava apenas uma lente telefoto de 5x, sensor substituido agora por nada menos que dois sensores telefoto com zoom de 3x e 10x, respectivamente.

Ainda falando sobre câmeras, o sensor ultra grande angular agora traz foco automático, recurso inexistente na geração passada. Além disso, a câmera principal tem um novo design que promete capturar fotos com mais qualidade em ambientes pouco iluminados.

Sobre números, o Galaxy S21 Ultra abriga um total de quatro câmeras (108MP +10MP + 10MP + 12MP), enquanto o S20 Ultra tem um sensor a menos (108MP + 48MP + 12MP).

Galaxy S21 Ultra vs Galaxy S20 Ultra: Bateria

Tanto o Galaxy S21 Ultra como o Galaxy S20 Ultra trazem baterias de 5.000mAh. Apesar de parecer um bom número, vale notar que a alta resolução da tela e o uso exagerado das taxas de artualizações acarretam em uma perda maior de energia, obrigando o usuário a recarregar o smartphone mais vezes do que o esperado.

Na prática, acreditamos que o S21 Ultra terá uma melhor autonomia de bateria. Como já citado anteriormente, o novo processador Exynos 2100 promete ser muito mais econômico que o Exynos 980 do S20 Ultra, ao mesmo tempo em que a taxa de atualização de tela adaptável também ajudará nesse sentido.

Pontos Positivos:

  • Novo sensor de 108 MP
  • Câmera com zoom óptico 10x
  • Segunda câmera telefoto 3x
  • Preço inicial mais baixo (€ 1.250 vs € 1.349)
  • Proteção mais forte Gorilla Glass Victus
  • Câmera ultra grande angular com foco automático
  • Gravação de vídeo de 4K a 60 fps com todas as câmeras
  • Primeiro smartphone Galaxy S com suporte para S Pen
  • Primeira tela de 1440p + 120 Hz da Samsung (10-120 Hz), 1.500 nits
  • Chipset e RAM mais rápidos
  • Novo design, mais opções de cores

Pontos negativos:

  • Carregamento rápido reduzido de 45W para 25W
  • Ligeiramente mais pesado
  • Sem slot microSD
  • Sem fones de ouvido ou carregador na caixa de varejo (na maioria dos mercados)

Felipe Lupetti

Focado na área da tecnologia e Smartphone, 29 anos e redator do site Tudo em Tecnologia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo