Dicas

Saiba quem pode e como contestar o Auxílio Emergencial 2021

O Governo liberou recentemente meios digitais para cadastro do Auxílio Emergencial 2021. Diferente do ano passado, as novas plataformas já dão o resultado de aprovação praticamente na mesma hora. Felizmente, ainda é possível contestar e tentar reverter a situação.

Para abrir uma contestação da análise do Auxílio, os não aprovados precisam se atentar ao prazo limite de até 10 dias corridos a contar da data da solicitação. Além disso, note que o Governo implementou regras mais rígidas e restritas desta vez. Elas visam beneficiar apenas os usuários que receberam última parcela da ajuda em 2020. De qualquer forma, confira abaixo alguns passos para tentar recorrer em caso de não ser aprovado:

  • Para começar, vá até o site consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta e preencha os dados pessoais solicitados.
  • Em casos de cadastros não aprovados, aparecerá a mensagem “Inelegível”. Após visualizar isso, acesse o botão “Contestar”.
  • Agora, basta aguardar o sistema analisar novamente o seu cadastro para saber se ganhará o benefício.

Aprovado recentemente, o Auxílio Emergencial 2021 garantirá novas parcelas que vão de 150 até 375, dependendo dos requisitos que o usuário se enquadra. Por exemplo, serão quatro parcelas com valor médio de R$ 250 para usuários comuns, R$ 150 para família unipessoal (apenas 1 pessoa) ou R$ 375, no caso de famílias que tenham apenas a mãe como provedora.

Veja também:

De acordo com o que foi revelado, o benefício será concedido apenas famílias com renda per capita de até meio salário mínimo. Ou então, para famílias com renda mensal total de até três salários mínimos. Para mais informações, acesse o site oficial do programa.

Felipe Lupetti

Sou um entusiasta da tecnologia, especialmente em smartphones.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo